MICROFLUIDOS

Ganhe escala de tempo e visibilidade de dados

A pesquisa de microfluidos esta relacionada a manipulação de pequenas quantidades de líquido é um campo de estudo em expansão. O crescimento e o desenvolvimento de novas tecnologias que requerem menos produtos químicos e espaço físico, oferecendo análises ou processos mais rápidos. Já foram descobertos avanços em dispositivos de laboratório, em chips de computador, no design de células de combustível mais eficientes em energia e testes de função hepática.

Por que câmeras de alta velocidade para microfluidos?
Escala de tempo

O motivo mais relevante para o uso de uma câmera de alta velocidade para o estudo microfluídico é a escala de tempo dos eventos. À medida que o tamanho de estudo diminui, a taxa na qual os elementos microscópicos se movem aumenta drasticamente. Uma câmera padrão não consegue capturar os movimentos rápidos, já as câmeras de alta velocidade, na pesquisa de microfluídica, permitem aos cientistas capturar imagens a uma velocidade alta o suficiente e assim visualizaer o curso de ação do fluido. Nossas câmeras ultra-alta velocidade podem atingir até 1.000.000 de FPS (quadros por segundo), dependendo da resolução desejada, proporcionando velocidade suficiente para executar qualquer experiência de microfluídica.

 
Visibilidade de dados

 

Outra razão extremamente crítica para o uso de câmeras de alta velocidade em microfluidos é a necessidade de obter informações através das imagens. Isso só é possível quando a frequência e a qualidade da imagem estão juntas. A sensibilidade à luz, o alcance dinâmico e o nível de ruído de um sensor de câmera contribuem para a qualidade da imagem e, finalmente, para a capacidade de analisar e executar medições na imagem. O padrão Phantom de imagem, reconhecido até pela indústria do cinema de Hollywood, é uma das características muito importantes dos sensores. As imagens de alta qualidade asseguram que seus dados sejam informações que você realmente pode confiar. Os resultados são imagens nítidas e altamente contrastadas gravadas em um sensor CMOS topo de linha e velocidades que permitem aos pesquisadores distinguir os detalhes mais relevantes quadro a quadro.

Saiba mais sobre a pesquisa de microfluidos usando câmeras de alta velocidade no link:

http://www.phantomhighspeed.com/Portals/3/Documents/Advancing%20Microfluidics.pdf?ver=2016-09-06-151311-537